sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Qual é o teu tipo de cabelo?

Tipos de Cabelos

 

Qual é o teu tipo de cabelo?

É importante saber qual é o tipo de cabelo para tratá-lo de forma adequada. Cada estilo de cabelo, seja seco, oleoso, ou normal, deve ser cuidado com produtos específicos. Mas caso tenha dificuldade, peça ajuda a um profissional para a orientar melhor.
Fique atenta à qualidade dos produtos. Vale a pena investir um pouquinho mais para manter os seus cabelos saudáveis.
O fundamental para evitar problemas como a queda, oleosidade, calvície e caspa é saber cuidar, conhecendo qual é o ciclo de vida dos cabelos.
Os especialistas dividem os cabelos em três tipos: normais, oleosos e secos.

Cabelos Normais

Macios, com brilho e volume adequados. Não secam com facilidade, nem apresentam excesso de oleosidade. Fáceis de pentear e não necessitam ser lavados com muita frequência. O couro cabeludo costuma estar limpo, e as glândulas sebáceas produzem apenas a gordura necessária para a alimentação dos seus cabelos. Sendo assim, basta lavar a cabeça com um shampoo suave e ter o cuidado de proteger o cabelo de fatcores externos como o sol ou o vento.
Hidratação: A hidratação pode ser feita a cada 15 dias para manter o brilho e a vitalidade.
Receita caseira: Iogurte com manga
  • Bata no liquidificador um copo de iogurte integral sem sabor e ½ manga.
  • Acrescente uma colher de óleo de oliva.
  • Passe o creme nos cabelos e deixe agir por 20 minutos.
  • Lave normalmente.

 

Cabelos Oleosos

Tipos de Cabelos
Quem possui cabelos oleosos já não tem tanta sorte, já que as glândulas sebáceas têm uma produção acima do que seria necessário. Resultado: a gordura faz com que o cabelo, que geralmente já é fino, perca ainda mais o volume. Para manter a boa aparência são precisos cuidados diários. A lavagem é uma das principais medidas terapêuticas, uma vez que quando o couro cabeludo está sujo, impede que os folículos pilosos e as glândulas sebáceas funcionem de forma eficaz. Por isso os cabelos devem ser lavados diariamente. Procure utilizar shampoos específicos para cabelos oleosos.
Hidratação: A hidratação pode ser feita uma vez ao mês.
Receita caseira: Espinafre com Alecrim
  • Bata no liquidificador um maço de espinafres cozidos, com dois galhos de alecrim.
  • Em seguida coe e passe o líquido nos cabelos.
  • Deixe agir 30 minutos e lave normalmente.

 

Cabelos Secos

Assim como os cabelos oleosos, os secos também exigem uma certa atenção de quem os possui. A sua principal característica é a de serem baços e com pontas "espetadas" por todos os lados. Neste caso, o que ocorre é que a gordura produzida não é suficiente para deixar os cabelos devidamente hidratados. Eles são volumosos e difíceis de pentear ou desembaraçar; frágeis e sem brilho, são ásperos ao toque. Não os lave todos os dias e hidrate-os à vontade.
Hidratação: A hidratação pode ser feita uma vez por semana para manter a lubrificação dos cabelos.
Receita caseira: Abacate e leite de coco
  • Bata no liquidificador meio abacate e acrescente ½ xícara de leite de coco.
  • Passe a mistura nos cabelos e deixe agir por 20 minutos.
  • Lave normalmente.


    quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

    Combata a Celulite!


    Como eliminar a Celulite?


    CelulitePode-se descrever a celulite como bolsas de gordura acumuladas por baixo da pele causando covas nas ancas, coxas, nádegas e abdómen.
    A celulite é caracterizada pelo aparecimento de ondulações da pele, dando a ela um aspecto de casca de laranja. É uma degeneração do tecido gorduroso com deficiência de circulação. A gordura localizada é uma predisposição individual ao acumular de gorduras.
    As “covinhas” da celulite ocorrem devido à saliência da gordura hipodérmica na pele. Em mulheres, o tecido adiposo da hipoderme deposita-se em grandes feixes verticais. Esses feixes são separados por septos fibrosos perpendiculares à superfície da pele, formando assim câmaras verticais. Esses septos, portanto, separam as células gordurosas em grupos e são formados por fibras que ligam a pele à musculatura localizada abaixo da hipoderme.
    A celulite é um problema estético que incomoda muito e acaba com a auto-estima de qualquer mulher. Ocorre em 90% das mulheres logo após a adolescência e raramente acontece nos homens. Ao contrário do que se diz, a celulite não está relacionada com a obesidade. Aparece em pessoas obesas, normais e magras.
    A celulite é causada pelo aumento do tecido gorduroso sob a pele. Este processo acarreta alterações na micro-circulação e consequente aumento do tecido fibroso.

     

     

     O que pode causar a celulite?

     

      Escolha a  base perfeita
    1. Hereditariedade;
    2. Problemas circulatórios. Quando o sangue não flui bem, a drenagem das toxinas fica prejudicada e isso deixa o líquido que fica entre as células mais viscoso;
    3. Alterações Hormonais.Níveis de estrogênio (hormona feminina) muito altos provocam disfunções no metabolismo que podem criar ou agravar a celulite. A pílula anticoncepcional também pode desencadear o problema, pois adiciona mais uma dose de hormonas circulando em seu organismo;
    4. Também é importante analisar seu estilo de vida. A má alimentação, o sedentarismo, a tensão emocional e o excesso de toxinas no organismo contribuem para o aparecimento da celulite.

     

     

    Como Tratar a Celulite?

     

    Para ter uma melhor motivação, antes de iniciar o tratamento, visualize seu corpo, exactamente como você gostaria que fosse.
    Além de praticar actividade física, utilizar exfoliantes, cremes apropriados e tratamentos estéticos. É indispensável também uma alimentação saudável.
    Através de uma alimentação equilibrada você pode prevenir e potencializar os tratamentos para eliminação da celulite.
    Para início, é recomendada uma desintoxicação no organismo. Depois disso, o essencial é adquirir hábitos alimentares saudáveis.
    • Beba muita água, pois estimulará o bom funcionamento dos rins e do sistema linfático, eliminando as toxinas e líquidos acumulados.
    • Inclua fibras na alimentação. Elas reduzem a fome e fazem o intestino funcionar, ajudando a limpar o organismo.
    • Evite o sal, doces, gorduras, fritos, refrigerantes, café e todos os alimentos que sobrecarregam o organismo com toxinas.
    • Diminua a quantidade de carboidratos e substitua as versões dos alimentos, dos comuns pelos integrais.
    • Evite comer alimentos pesados à noite, principalmente carboidratos. Como neste período diminuímos o ritmo biológico, gastamos menos calorias e, por consequência, os excessos viram depósitos de gordura imediatamente.
    • Evite os alimentos enlatados, pois a maior parte deles contém muitos conservantes.

     

    Cremes para Celulite

     

    Os cremes sozinhos dificilmente dão um resultado satisfatório, mas se acompanhado de uma boa alimentação e exercícios físicos eles podem ajudar muito no tratamento.

    Do que está à espera, conhece truques e dicas? Gostaria de saber, deixe a sua opinião!

    Dicas: Corpo Perfeito!


     

     Fundamental....
    • Limpeza da pele. O banho ajuda retirar as impurezas e eliminar as células mortas do corpo. Evite a água muito quente, uma vez que provoca o ressecamento e utilize sabonetes neutros com ingredientes hidratantes.
    • Para firmar os tecidos do corpo, utilize duche frio.
    • Para activar a circulação do corpo, dê um choque térmico: alterne entre água fria e água quente.
    • Antes de entrar no duche, passe uma boa camada de creme nutritivo no rosto e no pescoço. O vapor facilita a penetração do creme na pele e intensifica seus efeitos, tanto no rosto quanto no corpo.
    • Uma vez por semana, utilize um exfoliante corporal para fazer uma limpeza profunda.
    • Após estar com a pele limpa, use e abuse dos hidratantes corporais. A hidratação ajuda a devolver à pele seus protectores naturais e a protege-la contra factores externos.
    • A pele do corpo, bem tratada, fica menos susceptível a ressecamento, alergias,  feridas e outras irritações.

    Protecção Contra Raios Solares

    • Diariamente, utilize produtos com factor de protecção solar 20. Quando for se expor ao sol, o protector solar deve ter FPS 20 a 30.
    • Cuidar com o horário de exposição ao sol; evitá-lo das 10h às 15h.
    • Para evitar que a pele descasque, proteja-a previamente com filtro e muito hidratante.
    • Para manter o bronzeamento por mais tempo, utilize fórmulas com substâncias que aumentam a velocidade da formação do pigmento melanina.
    • Uma boa dica é o uso de auto-bronzeadores. Estes promovem uma pigmentação artificial sobre a pele, sem causar os danos do sol. O segredo é espalhar muito bem, utilizando um hidratante antes da aplicação.
    • Alimentos ricos em caroteno — como cenoura, abóbora e mamão — ajudam a manter um tom dourado à pele, graças ao pigmento caroteno, que se deposita na pele e age como filtro-bronzeador, reflectindo os raios.

     

    Melhorar a Aparência das Estrias

    • Para amenizar as estrias, a pele deve ser lubrificada constantemente.
    • Passar cremes nutritivos e hidratantes a base de vitamina A e D. A função dos cremes é evitar o ressecamento e favorecer a elasticidade da pele.
    • Fazer 10 minutos diários de massagem com os hidratantes para facilitar a penetração e melhorar a circulação sanguínea.

     

    Dicas para Eliminar a Celulite

    • Mexa-se! Praticar uma actividade física é um grande auxílio para eliminar a celulite.
    • Beba bastante líquido. Os líquidos ajudam na hidratação e metabolismo celular, além de promover a eliminação de toxinas do corpo.
    • Controle o peso: a diminuição de gordura corporal é seu maior aliado contra a celulite.
    • Boa alimentação. Evite os fritos, doces e bebidas com gás.

    Dicas Pele Bonita!

    1- Alimentação: O cuidado com a pele começa de dentro para fora. Prefira uma dieta equilibrada usando todos os grupos alimentares. Dê ênfase maior é nas fibras. Coma verduras e frutas com casca, que melhoram o funcionamento do intestino, que contribui para uma pele mais bonita.
    2- Água: A água é fundamental para manter a pele hidratada. Se não repuser os líquidos dos quais a pele precisa para eliminar toxinas e detritos do organismo, não adianta nada enchê-la de cremes. Recomenda-se ingerir um litro a dois litros de água por dia.

    3- Protecção solar: O sol é o grande inimigo para aquelas que buscam uma pele bonita e jovem. No dia-à-dia escolha um protector solar adequado ao seu tipo de pele e ao seu local de trabalho. Para quem trabalha em locais fechados com luz artificial, o FPS15 é ideal. Já quem trabalha exposto ao sol, dependendo da tonalidade da pele, o mínimo necessário é o FP20.
    4- Sono: Uma boa noite de sono é um verdadeiro tónico para a pele, favorecendo a nutrição e a desintoxicação do organismo. Além disso, repõe as energias.
    5- Vícios: Os males do cigarro para a pele são evidentes: reduzem a oxigenação do tecido e, por consequência, agravam problemas como inflamação e ardência. Moderar as bebidas alcoólicas é outro grande favor que você faz para a sua pele.

    6- Limpeza e Exfoliação: Os resíduos da poluição atmosférica contaminam a camada de protecção da pele obstruindo poros (os famosos cravos). Poros obstruídos são o ambiente perfeito para bactérias. Lave o rosto diariamente com sabonetes específicos para seu tipo de pele. Para evitar pelos encravados, cravos, espinhas e controlar a oleosidade, a melhor dica é fazer exfoliação, pois elimina também as células mortas. Faça-a ao menos uma vez por semana.
    7- Maquilhagem: Use sempre produtos de acordo com seu tipo de pele. Se sua pele for extra-sensível, use linhas hipoalergênicas. Jamais durma com maquilhagem: use um desmaquilhante e lave o rosto. Dormir de maquilhagem obstruí os poros, além de deixar a pele mais oleosa.
    8-Stress: Ficar tensa faz-se contrair a musculatura facial podendo causar rugas na testa e em torno dos olhos. O stress também pode causar desequilíbrio no nosso organismo gerando até ao aparecimento do acne.
    9- Hidratação: Na hora de escolher seu hidratante, escolha um específico para seu tipo de pele. Quando a pele está bem hidratada, adquire boa elasticidade e aspecto macio e suave. Em contrapartida, quando está ressecada perde sua elasticidade e apresenta-se opaca e áspera.
    10- Área dos Olhos: A área dos olhos é a parte mais sensível do rosto e requer cuidados especiais. Use produtos específicos para essa região para evitar ardência nos olhos. Depois dos 30 anos de idade, use produtos anti-idade para evitar a formação de rugas. Os efeitos são melhores se usados a noite e pela manhã.


    O que você não deve fazer?

    • Expor-se ao sol sem a devida protecção, principalmente entre as 10 e 15 horas;
    • Dormir sem retirar completamente a maquilhagem;
    • Ingerir alimentos gordurosos, fritos e carnes vermelhas em excesso;
    • Consumir tabaco, álcool ou outras drogas;
    • Expor-se demasiado à poluição.

    Rosto: O que é importante saber?

    O rosto é a primeira parte do corpo em que reparamos quando conhecemos uma pessoa; é o nosso cartão de visita. Por isso, para estar sempre bonita e jovem, o segredo fundamental é cuidar do rosto. Adquirir este hábito desde cedo é essencial para evitar o envelhecimento acelerado.
    Stress, má alimentação, excesso de sol, tabaco, álcool , alterações hormonais e poluição são alguns dos factores que interferem negativamente no processo de renovação celular. Eles geram a produção de radicais livres e comprometem a hidratação cutânea, prejudicando a aparência.
     
    Uma rotina de cuidados básicos com a pele do rosto  associada a uma boa hidratação (beber agua é essencial) é necessária para minimizar os efeitos negativos sobre ela, e deve fazer parte de nossa higiene diária. Para isso, alguns passos são necessários. Tente inserí-los no seu dia-a-dia. No início, poderá parecer chato ou cansativo, mas com o tempo verá resultados e tudo se tornará uma rotina comum.





    Limpeza da Pele

    Limpar a pele é fundamental com finalidade eliminar as células mortas, secreções naturais da pele, resíduos de poluição e maquilhagem. A limpeza visa a higiene com produtos manipulados, assim como a eliminação de cravos e espinhas. Isso diminui a flora bacteriana e as impurezas da pele. É indispensável para a manutenção de todos os tipos de pele  remover as impurezas dos poros. Limpar auxilia também nos tratamentos faciais para  que os cosméticos penetrarem mais facilmente na pele.


    Exfoliação da Pele

    O exfoliante é ideal para uma limpeza mais profunda da pele, eliminando as impurezas e retirando as células mortas de forma eficaz.  Estimula a renovação natural de células da pele e ajuda no tratamento do Acne . Além disso, ela prepara a pele para receber tratamentos complementares — melhorando, por exemplo, a absorção de loções hidratantes.


    Máscara Facial

    A máscara também deve fazer parte da limpeza da pele, pois é excelente para fechar os poros.
    Alguns componentes são bastante utilizados em máscaras faciais. As algas marinhas são nutritivas e bons desintoxicantes de pele. A argila, quando em conjunto com as algas marinhas, retira as impurezas e limpa a pele em profundidade. Logo, esta é a mistura ideal para quem quer obter uma pele limpa e saudável.
    Caso sua pele seja seca, é recomendado usar um hidratante antes da aplicação da máscara.


    Tónico Facial

    O tónico facial é utilizado para complementar a limpeza da pele. Ele tem o papel de protege-la da acção dos radicais livres, ajudando a reduzir a aparência de poros dilatados e uniformizando a textura da pele. Essa loção também tem a função de manter a humidade natural da pele, além de proporcionar mais elasticidade e beneficiar o "tônus" muscular da pele.


    Hidratação Facial

    Após este ritual de limpeza, sua pele está preparada para receber uma boa hidratação.
    O uso adequado do hidratante faz a reposição da humidade da pele, eliminando tensões e suavizando rugas. Durante a aplicação, é recomendado que sejam feitos alguns movimentos específicos para melhorar ainda mais o resultado.
    A hidratação é indicada para peles ressecadas, tanto naturalmente como pela exposição excessiva ao sol. Além do resultado imediato, é um óptimo método de prevenção do envelhecimento, pois cria uma película protectora para a pele.


    Protector Solar

    Muitas vezes não percebemos o sol a queimar, mas ele está lá, firme e forte. Por isso, na hora de usar o protector, espalhe-o bem, para cobrir todos os cantos do rosto. No verão, não podemos esquecer e precisamos redobrar os cuidados com a pele, principalmente a do rosto que é mais sensível e fica exposta o dia inteiro.
    O uso do protector é essencial para proteger a pele da acção dos raios solares, que é um dos maiores causadores do envelhecimento prematuro. Ele deve ser utilizado diariamente, estando na praia ou não. O protector solar ajuda a proteger a pele da radiação ultravioleta do sol, o que reduz as queimaduras solares e outros danos à pele. Além destes benefícios, seu uso também está ligado a um menor risco de cancro de pele.


    Cremes para Área dos Olhos

    Esta área merece uma atenção especial pelo facto de ser a parte mais sensível do rosto. É o local onde aparecem as primeiras rugas. Os cosméticos são elaborados com fórmulas especiais para não agredir os olhos.
    É importante utilizar cremes específicos para a região ao redor dos olhos, para manter o local devidamente hidratado, melhorar a textura da pele e promover uma renovação das células superficial. Com o uso diário e contínuo é possível evitar o aparecimento de linhas indesejáveis.

    Cremes para Pele Madura

    Já na fase adulta, inicia-se a preocupação com o envelhecimento precoce. Com o passar dos anos, o desgaste natural da pele se intensifica. Factores ambientais, estilo de vida e factores psicológicos acabam Influenciando no nosso bem-estar e na saúde de nossa pele. Por isso, é cada vez mais importante ter um cuidado redobrado com a pele.
    Os cosméticos para pele madura devem conter propriedades para combater a flacidez e estimular a tonicidade muscular. Eles devem também conter dosagens de acetilcolina para aumentar o "tônus" da epiderme para minimizar linhas de expressão. Também é importante utilizar um sistema anti-rugas intensivo para diminuir os sinais de expressão das rugas finas e superficiais.

    Já cuidou da sua pele hoje? 
    Partilhe quais são os seus truques e dicas :)


    História do Batom

    O batom percorreu uma longa e rica trajectória. Os tons sofreram mudanças, mas a fina camada de cor nunca abandonou os lábios femininos.

    Toda mulher se sente muito mais sedutora e poderosa quando está a usar batom.
    Realmente, ele dá um toque a mais na mulher. Mas nem sempre foi tão simples colorir os lábios. Justamente por ser considerado desde sempre, na história da humanidade, como um instrumento de poder, sedução e manipulação, ele foi muito perseguido, em algumas culturas, onde quem usava era até reprimida pelas leis.

    O costume de colorir os lábios tem raízes no Antigo Egipto. A rainha egípcia Nefertiti, exposta no Museu de Berlim, prova que lábios femininos eram pintados pelas Esposas dos Faraós. Estas adornavam-se com um intuito de ficarem mais belas, recorrendo sempre ao tom vermelho,  considerado sexualmente apelativo.
    Cleópatra, a faraó mais famosa do Egipto, utilizava besouros de carmim esmagados para maquilhar os seus lábios com um tom vermelho vibrante.

    Na Grécia Antiga, uma lei impedia que as mulheres usassem batom antes do casamento, uma vez que poderia ser consideradas menos puras. 

    Por volta de  No século VI, também em Espanha, só usavam batom mulheres das classes menos nobres, ou seja nem Burguesas nem plebeias. 
    Alguns séculos mais tarde, pintar a boca era um hábito considerado de mulheres mal intencionadas. Em 1770, o parlamento inglês proibiu o uso de pigmento nos lábios porque achava que era artifício para seduzir e manipular os homens, considerando até um acto de bruxaria. 

    Foi só no século XIX que o batom tornou-se popular. Em 1921, Rhocopis, um perfumista francês, inventou o "baton serviteur", uma massa que consistia num talco, óleo de amêndoas, essências de bergamota e limão, de cor vermelha, era vendido numa embalagem de papel de seda.

    Há quem diga que o seu formato em bastão foi baseado na sexualidade feminina, nos mundos modernos foi baseado em forma do membro masculino para aumentar a sexualidade feminina e estimular as vendas com o formato inovador dando mais prazer em fazer uso do mesmo toda vez que pressiona o bastão para fora tocando-o em seus lábios.

    A verdade é que o tubinho era, nas páginas da revista Vogue, tema de uma elegante publicidade dirigida a todas as mulheres “de classe”. O produto conquistou actrizes e prostitutas do mundo inteiro.

    Porém foi só durante a Primeira Guerra Mundial que as donas de casa perderam o preconceito e aderiram à moda do batom vermelho, graças à industria do cinema, em que a maquilhagem passou a ser uma rotina comum da mulher. "Bàton serviteur" em francês é nada menos que bastão servidor. Um cilindro que serve para embelezar os lábios.  

    A fórmula sólida do batom teve início na década de 1930. Mesmo assim, a receita básica não sofreu radicais mudanças. Ela é até hoje uma dispersão de cores em uma base gordurosa, permitindo a fácil aplicação de uma camada uniforme.

    Actualmente, o batom é um indispensável suplemento e está na boca de praticamente todas as mulheres. Com as novas técnicas, o batom não apenas dá cor, mas também protege a pele delicada dos lábios contra o frio, o vento e o sol.





    Sabia que.... 


    • Durante a Idade de Ouro islâmica, o médico árabe-andaluz e químico Abu al-Qasim al-Zahrawi (Abulcasis) inventou batons sólidos, que consistiam em perfume e outros ingredientes pressionados em moldes. Ele descreveu o processo no seu texto, na sua enciclopédia de medicina e cirurgia, o Al-Tasrif. 


    • Max Factor, make-up artist de celebridades, inventou o brilho de lábios em 1930.
     

    • Em 1950, o cientista Americano Hazel Bishop desenvolveu o primeiro Batom de longa duração (e sem manchar) do mundo. 



    História da Maquilhagem

     

     

    Tudo começou no Egipto... 

     

     

    É no antigo Egipto que vamos encontrar os primeiros testemunhos do uso de cosméticos. Os faraós tinham nas perucas coloridas formas de distinção social e consideravam a maquilhagem dos olhos ponto de destaque fundamental para evitar olhar directamente para Rá, o deus -sol.
    As misturas de metais pesados davam o tom esverdeado para impregnar e proteger as pálpebras dos nobres. É também com a civilização egípcia que surge a distinção: "Mulher de pele clara" e "Homem de pele escura". Cleópatra bem representou o ideal de beleza daqueles tempos. Carismática e poderosa, a Cleópatra imortalizou seu tratamento banhando-se em leite, cobrindo as faces com argila e maquilhando seus olhos com pó de "khol". 


    Pele clara, obsessão universal 

     

    Dizia-se que Popéia tinha a pele muito branca graças ao resultado de constantes banhos em leite de "jumenta". Ela lançou moda e todas as romanas abastadas eram dadas às máscaras nocturnas, onde ingredientes como farinha de favas e miolo de pão se combinavam ao leite de "jumenta" diluído para formar papas de beleza. Mas a verdade é que a bela complementava seus tratamento de clareamento da pele maquilhando as veias dos seios e testa com tintura azul. Esta aparência translúcida foi imitada em misturas de giz, pasta de vinagre e claras de ovos durante muitas décadas.
    Conta a lenda que Psyché foi buscar no inferno o segredo da pele branca da deusa Vênus, trazendo a cerusa, ou alvaiade, para compor suas fórmulas mágicas. Até a Renascença italiana esse mesmo alvaiade era usado durante o dia pelas lindas mulheres nobres, que à noite cobriam suas faces com emplastros de vitelo crú molhado no leite afim de minimizar os efeitos nocivos causados pelo alvaiade. O Kama Sutra, escrito entre os séculos I e IV, define a mulher ideal como Padmini, aquela que tem "...a pele fina, macia e clara como o lótus amarelo..." No Japão, do século IX ao XII, período de Heian, a valorização da pele branca era regra geral. Para obter a aparência extremamente clara as mulheres aplicavam um pó espesso e argiloso feito de farinha de arroz, chamado oshiroi. Depois passaram também à usar o beni, pasta feita do extrato de açafrão, para colorir as maçãs do rosto.
    Aproximadamente em 150AC o físico Galeno criou o 1o creme facial do mundo, adicionando água à cera de abelha e óleo de oliva. Mais tarde o óleo de amêndoas substituiu o azeite e a incorporação de bórax contribuiu para a formação da emulsão, minimizando o tempo de processo. Estava aí a primeira base para sustentar os pigmentos de dióxido de titânio e facilitar a aplicação na face; nascia a base cremosa facial.

     

     

    Começam os obstáculos... 

     

    Mas nem só de aprovação caminhou a história dos cosméticos coloridos. Na Roma antiga a indignação masculina frente aos artifícios femininos de usar produtos para maquilhagem está registada em obras imortais, como escreveu Ovídio "...Seu artifício deve permanecer insuspeito.
    Como não sentir repugnância diante da pintura espessa em sua face se dissolvendo e escorrendo até seus seios? Por que tenho de saber o que torna sua pele tão alva?..." Andreas de Laguna, o médico espanhol do Papa Julius III, dizia que a maquilhagem das mulheres era tão espessa que dava para cortar "a nata da torta de queijo de cada uma das bochechas" 



    A beleza entra na mira da igreja 

     

    Os líderes religiosos expressavam sua indignação contra o uso de artifícios coloridos. No relato de São Jerônimo fica evidente a reprovação do ato de maquilar-se, visto como força do mal e da impureza. "...O que faz essa coisa púrpura e branca no rosto de uma mulher cristã, atiçadores da juventude, fomentadores da luxúria, e símbolos de uma alma impura?..."




    Propaganda enganosa X bruxaria 

     

    No final do século XVIII, o Parlamento inglês recebeu a proposta de uma lei que tentava impor sobre as mulheres a mesma penalidade por adorno que era imposta por bruxaria. O termo desobrigava de suas responsabilidades os maridos que haviam casado com uma "máscara falsa": "Todas as mulheres que à partir deste ato tirarem vantagem, seduzirem ou atraírem ao matrimonio qualquer súbdito de Sua Majestade por meio de perfumes, pinturas, cosméticos, loções, dentes artificiais, cabelo falso, lã de Espanha, espartilhos de ferro, armação para saias, sapatos altos ou anquilhas, ficam sujeitas à penalidade da lei que agora entra em vigor contra a bruxaria e contravenções semelhantes e que o casamento, se condenadas, seja anulado..." É hilariante a carta publicada no jornal britânico The Spectator, no ano 1711, onde um marido aflito desabafa... "Senhor, estou pensando em largar minha mulher e acredito que quando o senhor considerar o meu caso, a sua opinião será a de que minhas pretensões ao divórcio são justas.
    Nunca um homem foi tão apaixonado como eu pela sua fronte, pescoço e braços alvos, assim como a cor azeviche de seus cabelos. Mas para meu espanto descobri que era tudo feito de arte: sua pele é tão opaca com esta prática, que quando acordou de manhã, mal parecia jovem o suficiente para ser mãe de quem levei para a cama na noite anterior. Tomarei a liberdade de deixá-la na primeira oportunidade, à menos que seu pai torne sua fortuna apropriada às suas verdadeiras , e não supostas, feições..." O rei Henrique VII mandava os pintores retratarem suas pretendentes matrimoniais, pedindo também às pessoas que cercavam a rapariga que respondessem um extenso questionário sobre a futura esposa.
    As instruções previam saber como era o rosto, se estava pintada e se havia algo "perto dos lábios", referindo-se ao uso de batons e brilhos. Elizabeth I, a rainha virgem, que assim ficou famosa por ter morrido sem se casar, usou até o final de seus dias as faces cobertas de branco, as maçãs pintadas com círculos vermelhos bem definidos e a cabeça coberta por uma peruca de cabelo ruivo e dourado.




    E a vaidade vence... 

     

    Mas apesar da postura radical da igreja e dos costumes rígidos, com os desenvolvimentos científicos o ato de pintar os lábios tornou-se moda desde o século XVII, quando as pomadas coloridas tornaram-se mais acessíveis e seguras. Ainda no século XVI a preocupação com higiene pessoal foi deixada de lado, o que ironicamente contribuiu para o crescimento do uso da maquilhagem e dos perfumes.
    O primeiro estilista surgiu no século XIX, quando um verdadeiro artista traz uma nova fonte de prestígio à moda; Charles Frederick Worth abriu sua loja em Paris em 1858, para vender modelos de casacos e sedas de primeira classe. A imperatriz Eugénie, esposa de Napoleão III era sua mais famosa cliente. Em 1885 é fundada a Chambre Syndicale de la Couture Parisienne, regulamentando a arte da alta costura. Paul Poiret, Madeleine Vionnet, Coco Chanel, Christian Dior, Cristóbal Balenciaga, Hubert Givenchy são alguns dos nomes que mudaram a história da moda no mundo, causando a necessidade de uma mudança de patamar na indústria de produtos para maquilhagem.
    Durante os 100 anos seguintes Paris firmou-se como autoridade em moda, trazendo para o mundo da maquilhagem um novo alento. Podemos dizer que a popularização da moda aconteceu em 1892, com o lançamento da revista Vogue, tendo em seus primeiros números personalidades como Gertrude Vanderbilt Whitney, vestindo suas próprias roupas. Quando Condé Nasta comprou a revista, em 1909, a publicação passa à ter um enfoque mais atraente, mostrando objectos do desejo para todas as mulheres.
    É somente no século XX, com os avanços da indústria química fina, que os cosméticos se tornam produtos de uso geral. Em 1921, Paris é palco de uma verdadeira revolução na história do batom; é primeira vez que um produto desta categoria é embalado num tubo e vendido em cartucho. O sucesso é tal que em 1930 os estojos de batom dominam o mercado americano, trazendo uma nova fase para o desenvolvimento destas formulações. A morena Marilyn Monroe usava maquilhagem clara e pintava lábios vermelhos intensos, atraindo e intensificando sua feminilidade.
    O maquilhador americano Kevyn Aucoin conta que em 1967, ainda criança, quando confundiu a maquilhagem branca -rosada intensa de uma vendedora de cosméticos com a aparência deixada pela aplicação de loção de calamina. Esta mistura de óxido de ferro vermelho e óxido de zinco era muito usada, na época, para aliviar o desconforto causado por picadas de insectos. A ingenuidade de Kevyn levou-o à comentar com a moça o quanto ele estava penalizado por sua dor! Como resposta deparou-se com um silêncio sepulcral, que só foi entendido pelo menino quando sua mãe, já a caminho de casa explicou que se tratava de maquilhagem e não remédio... Na década de 70 as cores de maquilhagem tornaram-se populares, acompanhando as colecções de alta-costura francesa, italiana e inglesa.
    Cada vez que um grande costureiro lançava uma nova colecção de cores e formas para as roupas, lá vinha um tom de sombra específico para os olhos, uma nova cor de boca. Dior, Chanel, Yves Saint Laurent e todos os grandes fabricantes ousavam e enchiam os olhos das mulheres de todo o mundo com suas criações cada vez mais tentadoras. E é no final da década de 80 que entram em lançamento as fórmulas evoluídas para cosméticos pigmentados. Às beiras do novo milénio finalmente entram em cena fórmulas baseadas em tecnologia de vanguarda, cujo uso garante propriedades bem interessantes para nossa beleza, como protecção solar e controle do envelhecimento da pele.
    Nos anos 90 a era do benefício visível ganha importância vital. A "haute couture" toma rumos inteligentes nesta nova era. Estilistas ingleses de vanguarda como John Galliano e Alexander McQueen vêm dar uma ventilada nas conservadoras Dior e Givenchy, alterando mais uma vez a história da moda & make-up. Hoje podemos nos beneficiar do produto que colore e trata a pele, limpa, perfuma e protege os cabelos, como nunca antes na história da humanidade. Yohji Yamamoto, Rei Kawakubo, Helmut Lang e Ann Demeulemeester apontam para uma nova era, a era da Beleza Inteligente, onde cada ser possa encontrar seu equilíbrio na roupa, no cheiro e na cor.


    quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

    MAQUILHAGEM ATRAVÉS DOS TEMPOS

     

    MAQUILHAGEM ATRAVÉS DOS TEMPOS
     
    A preocupação com a beleza é tão antiga quanto a história da humanidade. A busca pelo equilíbrio e pelo belo faz parte da essência humana. Obviamente o conceito de beleza muda de cultura para cultura e de tempos em tempos. Mas as provas de que a aparência sempre foi usada como um instrumento de dominação e também como um poderoso meio de comunicação – com o mundano e com o sagrado – são claras e inequívocas através dos séculos.
    ANTIGUIDADE
    No Antigo Egipto, o formato e o contorno dos olhos e das sobrancelhas eram reforçados e alongados com uma tinta preta especial (khol), um recurso muito usado pela legendária Cleópatra. As pálpebras ganhavam cores fortes com tintas e pós extraídos de diversas plantas. Os gregos acreditavam que o belo poderia ser calculado por proporções matemáticas do corpo. Para cuidar da beleza dos nobres, uma tropa de escravos era encarregada de pentear e maquilhar os seus amos.
    IDADE MÉDIA 
    No auge do poder da Igreja Católica, a mulher era reprimida em todas as suas formas de expressão e sua beleza era um dos grandes perigos a ser controlado. Para não parecerem nem um pouco sedutoras, os rostos deveriam ser pálidos e o mais inexpressivo possível. Diziam que assim a mulher manteria sua doçura e pureza.





    1900
    Depois de muitas idas e vindas nos padrões de beleza, chega finalmente o século 20 e com ele um ideal de refinamento e jovialidade, sem exageros. A pele deveria ser pálida, lisa, sem marcas, nem rugas ou rubor. O pó-de-arroz era o cosmético mais usado. E o "rouge",considerado vulgar. Mulheres de vanguarda como Elizabeth Arden e Helena Rubinstein inauguraram cada uma, seu salão de beleza. Inspiradas por atrizes como Sarah Bernhardt e Isadora Duncan, as mulheres passam a usar cabelos mais curtos.






    1920
    É a década do jazz, do charleston e … da emancipação das mulheres. A liberdade consistia em parecer um pouco com o homem, daí os cabelos “ a la garçon”, com corte reto e franja. Tudo é novo. Contra as formas arredondadas, sinónimos do feminino e da maternidade, as novas mulheres deveriam ser muito magras! O símbolo de beleza é "Coco Chanel". Na maquilhagem, surge o prático batom em bastão. Em 1925, Chanel e Jean Patou lançam a moda da pele bronzeada.






    1930
    A chegada do fascismo e a crise económica de 1929 dissipam os ventos de liberdade que sopraram nos anos 20. as actrizes do cinema passam a ditar a moda. Mulheres fatais e altamente sedutoras, como Greta Garbo e Marlene Dietrich, tornaram-se referências de beleza – sobrancelhas depiladas, tingidas ou redesenhadas a lápis. A pele era pálida.

    1940
    A beleza forte da “femme fatale” e alegre da “pin-up” tenta compensar a tristeza do guerra. A maquilhagem ficou carregada, com muito batom vermelho, lábios cheios e delineados e sobrancelhas bem desenhadas.









    1950
    Elegância acima de tudo. Depois da guerra, retornam os valores mais conservadores. A arte de ser bela e de ter a pele perfeita simbolizava o sucesso. Os olhos foram evidenciados por sombras e delineadores. O contorno dos lábios, bem desenhados. Mulheres voluptuosas, como Brigitte Bardot e Ava Gardner, tiveram seus dias de glória.







    1960
    A pílula foi inventada, a mini-saia revolucionou a moda e o homem chegou a lua. A "magrérrima" modelo Twiggy fazia sucesso. Os olhos estavam em alta com sombras metalizadas e multicoloridas, delineadores e cílios postiços. A pele e os lábios eram claros.







    1970
    Na era do amor livre, do movimento hippie, tudo era permitido. Overdoses invadiram a moda, com o salto plataforma, a calça boca-de-sino. No rosto, maçãs com muito blush e sombras verde, rosa e azul. O visual era psicadélico, nem um pouco discreto. Farrah Fawcett foi um dos ícones da década.
    1980
    Com a emancipação, as mulheres passavam do sóbrio mundo do trabalho, com o mínimo de maquilhagem, para, em outras situações, o auge da sensualidade, super produzidas, com cabelos de pantera, unhas longas, sapatos de salto e muitas jóias e bijutarias. Na era do “over” tinha o rímel e blush bem marcado. Os batons de cores fortes levavam uma camada extra de brilho por cima. E as sombras tinham tons pouco discretas.




    1990
    E vem a reacção. O fim do século é marcado pelo minímalismo. Depois da explosão da cor, a moda voltou-se para um visual mais limpo e natural. A maquilhagem apenas realçava alguns pontos, as cores eram neutras, sem brilho Tecnologia e técnica ensinaram as mulheres a valorizar sua própria beleza.



    HOJE E AMANHÃ
    A busca agora é por uma beleza completa que combine estética, estilo e atitude. Vivemos um período de liberdade de estilos. O desafio é fugir dos estereótipos e encontrar novas referências que reflictam a imagem que cada mulher faz de si. É a valorização do auto conhecimento e, ao mesmo tempo, da convivência harmónica com todas as culturas do mundo. Valores como feminilidade, romantismo e independência trazem de volta o luxo com subtileza. O corpo é valorizado, mas agora cada um pode criar seu próprio padrão. A maquilhagem esta totalmente incorporada ao quotidiano das mulheres. Estamos cada vez mais a vontade com esta ferramenta divertida para nos deixar ainda mais femininas e sensuais. Agora, é a sua vez de desfrutar o lado lúdico da maquilhagem e, ao mesmo tempo, reforçar sua confiança e auto-estima descobrindo as belas imagens que pode criar em cada momento de sua vida.



    Cinderela?


    "Existe em todas nós uma Cinderela que muitas vezes desconhecemos. 
    Habituamo-nos demasiado ás comparações com top models, com um espelho que não mostra o que queremos, com uma imagem negativa de nós mesmas. 
    Habituamo-nos demasiado a ser gatas borralheiras nesta sociedade esmagada pela industrialização.Claro que nos importa que sejam as outras a ir ao baile, claro que gostaríamos de lá estar. Mas não, o "nosso lugar é na cozinha, a preparar o almoço da madrasta, na sala a tirar o pó a uns moveis velhos", tão velhos quanto o nosso medo de vermos aquilo que realmente somos e nos aceitarmos. 
    Pode-se pensar que o príncipe olhou para a Cinderela por estar vestida de princesa. Então, abusa-se nas roupas, na maquilhagem, nos penteados. Tentativas para se ser todas menos uma, tu própria e para quê? 
    Quando dão as 12 badaladas é hora de tirar os lindos trajes e caem todas as máscaras. E a que vemos em frente ao espelho é essa. Somos nós. 
    É por ela que eventualmente, esse tal de príncipe, se irá apaixonar.Logo depois de ela gostar de si mesma.
    Antes de todos os adereços, complementos e "berlicoques", tens que saber apreciar uma única coisa: Tu própria! Tal como és! O resto, se utilizado da maneira correcta só deve ser uma forma de realçar a tua beleza."